Agende sua consulta (011) 3159- 1921 / (011) 3129-3416 / (11) 98866-0495

              

For up to £250 Bonus for sports, use our exclusive bet365 Bonus www.abonuscode.co.uk Claim your bonus and start betting at bet365 now.

Ejaculação Precoce

ejaculacao precoce

A ejaculação precoce (EP) é o mais comum dos transtornos sexuais masculinos.Um em cada três homens tem algum sintoma definidor de ejaculação precoce, no entanto, ainda é grande a resistência masculina em procurar auxílio médico, o que pode afetar de maneira muito importante sua qualidade de vida. Importante lembrar que, apesar da definição de que a ejaculação que ocorre antes de um minuto de penetração é precoce, apenas homens que acreditam ter prejuízo em sua atividade sexual, ou insatisfação da parceira tem indicação de algum tipo de tratamento.

Ejaculação precoce é definida, segundo a International Society for Sexual Medicine(ISSM) como uma ejaculação rápida, sem controle,ocorrendo aos mínimos estímulos sexuais e, principalmente, com prejuízo na qualidade de vida e na atividade sexual do paciente

Não se sabe ao certo qual a causa da ejaculação precoce. Existem, no entanto, duas teorias elaboradas que podem estar, em conjunto, presentes na maioria das pessoas acometidas:

1. Causa psicogênica, ansiedade de desempenho e inexperiência sexual – pacientes mais ansiosos apresentam maiores índices de ejaculação precoce. A EP também pode afetar pacientes com depressão ou transtorno bipolar. Além disso, pacientes em seu início de sua atividade sexual ou com ansiedade de desempenho para com uma nova parceira podem apresentar descontrole da ejaculação, mesmo pacientes mais maduros.

2. Hipersensibilidade peniana- pacientes com o diagnóstico confirmado de ejaculação precoce tem uma sensibilidade peniana associada com estímulo vibratório maior e isso pode ser responsável diretamente pelo descontrole associado com a EP.

Tratamento

Baseado nas possíveis causas da ejaculação precoce, o tratamento padronizado tem que ser multidisciplinar, em uma equipe formada por ao menos um Urologista e um psicólogo, eventualmente com apoio psiquiátrico nas causas pertinentes:

  • Antidepressivos- o uso de antidepressivos orais, principalmente um medicamento chamado Paroxetina(Pondera) de forma contínua ou intermitente é o tratamento com maiores taxas de sucesso. Apresenta efeitos colaterais toleráveis, que incluem obstipação e xerostomia(boca seca). Está contraindicado em pacientes com antecedentes de transtorno bipolar ou esquizofrenia. Trabalhos mostraram que após um período de tratamento com essa classe de medicamentos os homens podem manter o padrão de ejaculação mesmo após cessar o uso do medicamento, o que pode estar relacionado com o ganho de auto-estima e confiança na relação sexual.
  • olla prolongPomadas anestésicas– a aplicação de pomadas anestésicas na glande pode melhorar a desempenho sexual daqueles pacientes com hipersensibilidade peniana. Já existem no mercado preservativos que prolongam o tempo de ejaculação, com resultados também satisfatórios.
  • Terapias comportamentais– existem técnicas de compressão da glande do pênis poucos segundos antes do orgasmo que podem, com seu uso prolongado, aumentar o intervalo de tempo entre a penetração e a ejaculação, com moderada eficácea.
  • Psicoterapia- a psicoterapia tem importante valor em qualquer modalidade terapêutica escolhida pelo urologista e pode inclusive ser utilizada com única modalidade terapêutica para os pacientes muito ansiosos com ejaculação precoce.