Agende sua consulta (011) 3159- 1921 / (011) 3129-3416 / (11) 98866-0495

              

For up to £250 Bonus for sports, use our exclusive bet365 Bonus www.abonuscode.co.uk Claim your bonus and start betting at bet365 now.

Hipospádias

    Hipospádias, termo técnico utilizado para descrever a posição anormal do meato uretral ( ou a posição em que a urina sai do pênis) afeta cerca de 1 a cada 200 nascimentos e a causa para a ocorrência desta condição ainda não está esclarescida. A hipospádia mais frequente se localiza próximo à glande (ipospádias distais), mas frequentemente podem estar localizadas mais proximas ao escroto (hipospádias proximais). 

Em alguns meninos, especialmente naqueles com as hipospádias proximais, existe uma curvatura no sentido ventral que pode impedir a futura atividade sexual,que deve ser corrigida no momento da cirurgia para correção da hipospádia. Além disso, algumas vezes os testículos não estão corretamente posicionados no escroto, também chamado de criptorquidia. Nesse caso, testes mais específicos devem ser realizados para excluir outras doenças. 

O tratamento para correção da hipospádia é eminentemente cirúrgico, devendo -se iniciar a partir dos 4 a 6 meses de vida, quando os riscos anestésicos para a criança se tornam mínimos. 

A técnica cirúrgica para tratamento da hipospádia varia bastante de acordo com a posição do meato uretral original, desde uma cirurgia em tempo único para hipospádia distal, até cirurgia em dois tempos com correção da curvatura ventral e redistribuição de pele na hipospadia proximal.

hipospadia distal

hipospádia distal

A cirurgia para as formas mais graves de hipospádia deve ser realizada sempre em dois tempos: o primeiro objetivando a correção da curvatura ventral + distrubuição de pele + correção da glande e preparação para a segunda etapa, realizada em cerca de seis meses. 

A segunda cirurgia, ou segundo tempo de correção de hipospádia deve ser realizada com o objetivo de criar um tubo de pele previamente distribuida com o objetivo de permitir a micção pela ponta do pênis, restaurando esteticamente a conformação do pênis e principalmente permitindo uma futura micção em pé.

hipospadia grave

Hipospádias graves e resultado final

 

 Frequentemente as cirurgias de hipospádia têm necessidade de uma ou mais cirurgias não planejadas durante seu tratamento. Fístulas ( saída de urina pelo trajeto da neouretra), deiscências ( perda de cirurgias ) e  curvatura recorrente são as causas mais frequentes de insucesso nas cirurgias de hipospádia.  Nesse sentido vale uma equipe experiente no tratamento de tal condição para evitar ao máximo necessidade de novas cirurgias.